Login |  Promoções | Cadastre-se

Obrigado por sua visita! Seja sempre bem vindo(a)!
Online desde 18/09/2000
Cursos Online de Nautimodelismo - Modelismo Naval R/C
Rebocador Mite Yate Laura B Pesqueiro Artur Lancha Syntetic
Lancha PT-596
Veleiro Bruma Lancha Chris Craft Constellation Empurrador Hulk Veleiro Ncr-65 Lancha Chris Craft Kids Pesqueiro Guaruba Traineira Nauticurso Lancha Planek Rebocador Rodrigo
Mite
Laura B
Artur
AV-SC95
PT-596
Bruma
C. Craft
Hulk
NCR-65
CC Kids
Mares
Guaruba
Traineira
Planek
Rodrigo
Madeiras para modelismo Acessórios/Fittings Kits completos Fiberglass-moldes silicone

Informações Técnicas

Regulamento Manobras e Atracação APN-SP

CAPÍTULO I - Disposições Preliminares

Art 1º - O presente Regulamento tem por finalidade disciplinar a modalidade de Manobra e Atracação para barcos elétricos ou a vapor em escala e semi-escala nos eventos da Associação Paulista de Nautimodelismo (APN).
Art 2º - O objetivo dos eventos da APN é congraçar os nautimodelistas no Estado de São Paulo, desenvolver e divulgar o nautimodelismo como atividade cultural e de lazer no Estado.
Art 3º - As regras de navegação a serem adotadas nas provas são as mesmas, no que couber, do Regulamento para o Tráfego Marítimo e do Regulamento para Evitar Abalroamentos no Mar (RIPEAM) ambos editados pela Marinha do Brasil.
Art 4º - As regras estipuladas no presente Regulamento só poderão ser alteradas durante o decorrer dos eventos por convocação de Assembléia pelo presidente da APN e com a aprovação registrada em Ata de 50% (cinqüenta por cento) mais um dos participantes dos eventos.
Art 5º - Os Eventos de Manobra e Atracação serão desenvolvidos ao longo do ano conforme o calendário estabelecido pela Diretoria da Associação Paulista de Nautimodelismo (APN) e publicado em seu site na Internet, sendo que serão compostos de provas diurnas e noturnas e será considerado vencedor do evento o nautimodelista que conseguir o maior número de pontos durante a prova.
Art 6º -

CAPÍTULO II - Dos Modelos

Art 7º – Os nautimodelos que participarem dos eventos de Manobra e Atracação da APN deverão obedecer as seguintes normas:
I – Devem ter propulsão elétrica em qualquer voltagem ou propulsão a vapor;
II – Devem estar construídos em escala ou semi-escala segundo o barco real ou serem do tipo “Scratch Built”;
III – A dimensão do comprimento do leme não pode ser maior que a dimensão de sua altura, sendo que a altura do leme não pode ultrapassar 10 % de sua dimensão a parte inferior da quilha;
IV – Para as provas noturnas os modelos devem ter, no mínimo, as luzes de navegação (BB e BE), a luz de alcançado e farol de navegação, obedecidas às dimensões da embarcação real e as normas do Regulamento para o Tráfego Marítimo.

Art. 8º - Para os eventos os barcos serão divididos por classe segundo sua propulsão:
I – Classe A – Embarcações dotadas de hélice simples ou dupla e leme comum ou compensado;
II – Classe B – Embarcações dotadas de hélice simples ou dupla, tubo ”Kort” fixo e leme comum ou compensado;
III – Classe C – Embarcações dotadas de hélice simples, tubo “Kort” móvel sem leme ou com leme solidário ao tubo “Kort”;
IV – Classe D – Embarcações dotadas de propulsão do tipo azimutal ou “Z Drive” simples ou duplo;
V – Classe E – Embarcações dotadas de propulsão VSP “Voight-Schneider Propeller”;
VI – Classe F – Embarcações de qualquer uma das classes anteriores que possuam “Blowthruster” ao logo do casco.

Parágrafo único – Entende-se por leme compensado aquele que tem o seu eixo de rotação localizado fora de uma das extremidades do mesmo, normalmente na extremidade de avante, ou aquele que possua um eixo excêntrico com dobradiça e alheta na parte a ré do leme que permita uma rotação maior do que a proporcionada somente pelo eixo principal.

CAPÍTULO III - Dos Percursos

Art 9º – Por ocasião das provas o atracadouro será ajustado para cada embarcação, individualmente, sendo que a largura do mesmo é o equivalente à medida da boca do modelo acrescido de 20% (vinte por cento) mais a constante de 5 (cinco) centímetros.

Parágrafo único – Entende-se por boca da embarcação sua maior largura tomada na altura do convés principal.

Art 10º – Não serão considerados para efeito de medição dos modelos nenhum acessório ou mastro que se projete para fora da embarcação tais como “paus de carga”, “gurupês”, “mastros de rede de pesca”, “guinchos”, “carrancas”, pneus, defensas, etc.
Art 11º – Os modelos que iniciarem o percurso com defensas deverão atracar com as mesmas.
Art 12º – Os percursos dos eventos serão montados por um diretor da APN seguindo o Regulamento para o Tráfego Marítimo e o Regulamento para Evitar Abalroamentos no Mar (RIPEAM) ambos editados pela Marinha do Brasil.
Art 13º – O diretor da APN responsável pela montagem dos percursos de prova deverá apresentar ao presidente da Associação, antes de cada evento o percurso do evento que deverá ser amplamente divulgado para todos os participantes presentes.
Art 14º – Os percursos já realizados em etapas do campeonato deverão ficar arquivados na sede da APN para consulta de seus associados.

CAPÍTULO IV - Das Provas

Art 15º – Os nautimodelistas deverão se apresentar à direção da prova nos dias de evento 01 (uma) hora antes do início do mesmo para confirmarem suas inscrições.
§ 1º –Serão aceitas inscrições para o evento após o início do mesmo.
§ 2º - Todos os inscritos para o evento deverão auxiliar na montagem e desmontagem do percurso dentro do mais absoluto espírito esportivo e cavalheiresco.
Art 16º – Antes de cada evento os nautimodelos serão medidos e analisados pela direção do mesmo para definir a medida do píer de atracação e a classe a que pertence a embarcação conforme o disposto no art 8º.
Art 17º – Para cada evento o percurso desenhado será colocado à disposição dos nautimodelistas 30 (trinta) minutos antes da hora marcada para início do percurso.
Art 18º – A ordem de largada dos nautimodelistas para o percurso será a mesma ordem da inscrição sendo tolerado a troca de ordem entre os participantes.
Art 19º – Não será permitido o auxílio de qualquer pessoa ao nautimodelista que estiver realizando o percurso do evento, sendo que o mapa do percurso será afixado na antena do rádio por dispositivo próprio fornecido pela organização da prova.
Art 20º – No local determinado para a condução do modelo durante a prova só poderão permanecer o juiz e o nautimodelista que estiver participando do percurso naquele momento.

Parágrafo único – Qualquer pessoa que tentar atrapalhar o nautimodelista no momento da realização do percurso será convidado a se retirar do tanque da APN e se o mesmo for competidor terá registrado em sua súmula 5 (cinco) pontos negativos como falta ética.

Art 21º – Serão consideradas faltas durante o percurso do evento, com as seguintes penalidades:
I – Deixar de registrar sua freqüência na torre de freqüências – 2 pontos negativos;
II – Bater em bóia sinalizadora do percurso – 1 ponto negativo por bóia atingida;
III – Bater em balizas sinalizadoras de canal – 2 pontos negativos;
IV – A embarcação realizar deslocamento a ré durante o percurso e fora do local de atracação – 1 ponto negativo por falta cometida;
V – Erro de percurso – 5 pontos negativos por trajeto errado;
VI – Falta de iluminação nas provas noturnas – 1 ponto negativo por luz que esteja faltando.

Art 22º – A manobra de atracação terá a seguinte pontuação:
I – Atracação de proa – 5 pontos positivos;
II – Atracação de popa – 10 pontos positivos.
§1º - Será considerado atracada a embarcação que adentrar ao píer 30 % (trinta por cento) de seu comprimento sem tocar com seu costado de BE, BB ou de popa, incluindo suas defensas, em nenhum dos três lados do píer.
§ 2º – Haverá um bônus de 5 pontos extras para o nautimodelista que fizer a atracação do modelo de proa ou de popa de uma só vez em movimento contínuo, sem realizar movimentos alternados de avante e a ré durante a atracação.
§ 3º - O nautimodelista cuja embarcação não conseguir atracar sem cometer falta terá o valor 0 (zero) registrado em sua súmula.

Parágrafo único – Será considerado para efeito de medição do comprimento da embarcação sua parte mais a ré - costado de popa ou leme regulamentar conforme o estabelecido no inciso III do artigo 7º - e a parte mais avante da quilha na altura do convés obedecido o disposto no artigo 10º deste Regulamento.

Art 23º – Não poderá ocorrer empate durante as provas e os critérios de desempate são os seguintes:
I – menor número de faltas durante o percurso;
II – pontuação da atracação;
III – Bônus da atracação;
IV – Realização de novo percurso com sentido inverso do percurso original do evento, sem mapa de navegação e atracação obrigatória de popa.

Art 24º - O Presidente da APN deverá disponibilizar o resultado do evento tão logo termine a apuração e colocá-lo no site da APNaut o mais breve possível.

CAPÍTULO V - Da Arbitragem

Art 25º – Os eventos serão arbitrados por três juízes sendo, no mínimo um da Diretoria da Associação Paulista de Nautimodelismo e dois sorteados entre os participantes do evento.

Parágrafo único – Haverá, também, um juiz suplente sorteado entre os participantes da prova que ocupará o lugar de cada juiz auxiliar e do juiz principal quando estes estiverem realizando o percurso.

Art 26º – O juiz principal será o apontador que fará as anotações na súmula da prova das faltas cometidas pelos participantes, quando for o caso, e fiscalizará a atracação do nautimodelo.
Art 27º – Os dois outros juízes serão árbitros de percurso e serão responsáveis pelo apontamento de faltas durante o mesmo.
Art 28º – Os juízes deverão ter profundo conhecimento sobre as regras de navegação contidas no Regulamento para Tráfego Marítimo, do Regulamento para Evitar Abalroamentos no Mar (RIPEAM) e do presente Regulamento.
Art 29º – As súmulas dos percursos deverão ser assinadas pelos juízes do evento e serão arquivadas para consulta na sede da APN.

CAPÍTULO VI - Dos Eventos

Art 30º – Nos eventos de Manobra e Atracação da Associação Paulista de Nautimodelismo o nautimodelista pode se inscrever com quantos barcos desejar para realizar o percurso.

Parágrafo único – O nautimodelista participante do evento poderá alternar, a seu critério, os barcos de sua flotilha para participar dos percursos.

Art 31º – A pontuação dos eventos de Manobra e Atracação da APN será a seguinte por percurso:
I – 1º Lugar – 10 pontos
II – 2º Lugar – 8 pontos
III – 3º Lugar – 6 pontos
IV – 4º Lugar – 4 pontos
V – 5º Lugar – 3 pontos
VI – 6º Lugar – 1 ponto

Art 32º – Só haverá premiação dentro de cada classe se houver, no mínimo, quatro embarcações inscritas.
Art 33º – A Associação Paulista de Nautimodelismo providenciará troféus do 1º ao 3º lugares para os nautimodelistas que participarem do maior número de eventos.
Art 34º – A divulgação dos premiados será feita logo após a realização do último evento anual no tanque da APN.

CAPÍTULO VII - Disposições Finais

Art 35º – Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela diretoria da Associação Paulista de Nautimodelismo.

 

 

Estes ítens em DVD não podem faltar em sua coleção, peça já o seu!!

DVD Nautimodelismo + Aeromodelismo BrindeCurso profissional de marcenaria VOL1Curso profissional de marcenaria VOL2combo marcenaria 1 e 2Curso de fiberglass Laminação e MoldesMoldes em siliconeColetânea 1000 planos de aeromodelismo + 1500 planos elétricosColetânea de 180 planos de nautimodelismo ModernoColetânea de 200 planos de nautimodelismo antigosProjetos e manuais para submarinosSupercoletânea Apostilas, Livros e Ebooks voltados so modelismo navalModelismo em Papel Militares 2dvd de bricolagem reforma, eletrica, construção e jardinagem1 DVD e aprox. 2 Giga bytes de arquivos para modelismo em papelTudo sobre AquarísmoModelismo em Papel Militares 1

Informações

Expedição

 


Todos os direitos reservados nauticurso.com 2013
Dúvidas / Esclarecimentos

Fale Conosco