Login |  Promoções | Cadastre-se

Obrigado por sua visita! Seja sempre bem vindo(a)!
Online desde 18/09/2000
Cursos Online de Nautimodelismo - Modelismo Naval R/C
Rebocador Mite Yate Laura B Pesqueiro Artur Lancha Syntetic
Lancha PT-596
Veleiro Bruma Lancha Chris Craft Constellation Empurrador Hulk Veleiro Ncr-65 Lancha Chris Craft Kids Pesqueiro Guaruba Traineira Nauticurso Lancha Planek Rebocador Rodrigo
Mite
Laura B
Artur
AV-SC95
PT-596
Bruma
C. Craft
Hulk
NCR-65
CC Kids
Mares
Guaruba
Traineira
Planek
Rodrigo
Madeiras para modelismo Acessórios/Fittings Kits completos Fiberglass-moldes silicone

Informações Técnicas

Equipamento de Rádio-Controle

Quando adquirimos um nautimodelo de rádio-controle, na maioria das vezes, o equipamento de rádio não está incluído. Assim, devemos comprar, além do nautimodelo, o rádio. Essa seção tratará sobre os componentes do equipamento de rádio-controle, mostrando as principais marcas e modelos disponíveis no mercado.

Todos os nautimodelos apresentados nesse site utilizam equipamentos de rádio-controle de no mínimo 2 canais. Isso significa que é possível comandar duas funções enquanto o barco está navegando. No caso dos veleiros essas duas funções são o comando do leme e o ajuste das velas, Nos nautimodelos de propulsão a motor elétrico um canal comanda aceleração do moor avante e a ré e outro canal comanda o leme..

Os componentes de um equipamento de rádio de 2 canais são os seguintes:

Transmissor (o "rádio em si", que fica na mão do comandante);

Receptor (uma pequena caixa de plástico que contém um cristal responsável por receber o sinal emitido pelo transmissor);

Um par de Servos para os comandos e acionamentos internos

(Os servos são as peças móveis dentro do nautimodelo, responsáveis pela força que movimenta o leme e outros componentes móveis, elétricos ou mecanicos. Eles estão conectados ao receptor e recebem dele a informação sobre qual movimento deve ser feito)

Bateria de 6V (quatro pilhas AA, por exemplo, ligadas em série. Utilize apenas pilhas alcalinas ou pilhas recarregáveis. Nunca utilize pilhas comuns porque elas gastam rápido demais e você poderá perder o controle do nautimodelo durante a navegação. Lembre-se que você não tem como saber ao certo o quanto gastas estão as pilhas que ficam dentro do nautimodelo, pode-se apenas estimar. Células de baterias de 6V, recarregáveis ou não, também são muito eficientes, embora sejam mais caras que as pilhas).

O transmissor e o receptor

A boa notícia é que quando você compra um rádio de dois canais, já vem o transmissor, o receptor e dois servos padrões. Ou seja, ficam faltando só as baterias (e talvez um servo especial para as velas no caso de veleiros, mas isso será visto mais adiante, quando tratarmos de servos). No Brasil, o preço médio de um rádio dois canais está por volta de R$ 300,00.
As principais marcas e modelos encontrados no mercado são mostrados abaixo.
Qualquer um deles pode ser perfeitamente usado em veleiros e nautimodelos motorizados (eletrico ou combustão)

Há também os modelos e rádios chamados pistola que são mais utilizados em automodelismo r/c

Recomendamos que se possivel usem a marca futaba por serem mais confiáveis, duráveis:

Rádios de dois canais mais comumente encontrados no mercado.
Fabricante Modelo
Futaba 2ER
2DR Attack
Hitec Ranger 2Z (fora de produção)
Ranger 2N
Airtronics Avenger AV2X
Tamiya Adspec Sport
Tower Hobbies 2TS (não acompanha servos)
Sanwa Dash Saber

Um detalhe importante que devemos prestar atenção antes de comprar o equipamento de rádio é quanto à freqüência de operação. No Brasil, as freqüências de 72MHz são utilizadas em aeromodelismo e devemos evitar usá-las em veleiros principalmente. As freqüências mais comumente usadas em nautimodelismo são as de 27MHz e 75MHz. Caso dois rádios de mesma freqüência sejam utilizados ao mesmo tempo, haverá interferência entre eles. Assim, se você pretende velejar ou navegar junto com outras pessoas, procure descobrir que freqüências elas estão usando e compre um rádio de freqüência diferente. A freqüência de operação de um equipamento de rádio pode ser alterada, mas isso implica na compra de novos cristais, que não são baratos.

Depois de comprarmos o rádio, podemos fazer uma pequena modificação no transmissor para facilitar o controle da posição das velas. As duas alavancas de controle (sticks) existentes no transmissor possuem molas que as trazem para a posição central (neutra). Isso é importante para o leme, pois o veleiro se manterá navegando em linha reta após uma manobra, mas é indesejável para as velas. Quando ajustamos a posição das velas de acordo com o vento, queremos que elas fiquem naquela posição. Assim, o stick que ajusta as velas não deve retornar para a posição central, mas sim, permanecer onde o colocamos. Para fazer essa modificação é necessário abrir o transmissor e retirar a mola responsável por trazer o stick para o centro. Atenção, o stick que regula as velas é o que se movimenta na posição vertical e apenas ele deve ser modificado. Já fiz essa modificação com os transmissores Attack 2VR da Futaba e Ranger 2N da Hitec e não há segredo algum. Acredito que também não haja maiores dificuldades para alterar outros modelos. 

Servos

Como já foi dito, quase todos os equipamentos de rádio de dois canais já vêm com dois servos padrões incluídos estes servos normalmente tem entre 1 e 3kgf e servem perfeitamente para equipar nautimodelos motorizados.. No entanto, esses servos são simples e relativamente fracos quando se trata de veleiros. O controle do leme de um veleiro rádio-controlado não exige grandes esforços e o servo padrão pode ser utilizado sem problemas. Porém, a força do vento exercida sobre as velas muitas vezes supera a capacidade desses servos. Provavelmente será possível o uso do servo padrão para o controle das velas em veleiros de até uns 50cm de comprimento. Ainda assim, é possível que o servo não tenha força para caçar (puxar) as velas em ventos mais fortes. Caso você pretenda possuir um veleiro maior, com 50 cm, um metro ou mais de comprimento, você certamente terá que comprar um servo especial para velas. Existem dois tipos. Os de braço (arm sail winch) e os de carretel ou tambor (drum sail winch). A maior diferença entre eles é que o de braço gira no máximo de 90° a 145° (dependendo do modelo), enquanto que o de carretel gira várias voltas de 360°.

servo de vela para veleiros classe rg65 com carretel

SERVO GWS SAIL WINCH S125 1T2BB SERVO (Máquina Vela) 
 
50g 1T 360 graus 0,78 seg size 40.5X20X42 torque 92oz

A escolha entre um ou outro tipo vai depender do veleiro que você tem e do espaço interno disponível para o movimento do servo (o de braço necessita de um espaço muito maior). Outros detalhes a serem pesquisados são velocidade de recolhimento, torque, peso, dimensões e outras especificações referentes ao seu barco. Caso você pretenda competir, tente descobrir que servos as pessoas da sua classe estão usando. Eles provavelmente já testaram uma série de modelos e já definiram quais se adaptam melhor ao seu tipo de barco.

 

Estes ítens em DVD não podem faltar em sua coleção, peça já o seu!!

DVD Nautimodelismo + Aeromodelismo BrindeCurso profissional de marcenaria VOL1Curso profissional de marcenaria VOL2combo marcenaria 1 e 2Curso de fiberglass Laminação e MoldesMoldes em siliconeColetânea 1000 planos de aeromodelismo + 1500 planos elétricosColetânea de 180 planos de nautimodelismo ModernoColetânea de 200 planos de nautimodelismo antigosProjetos e manuais para submarinosSupercoletânea Apostilas, Livros e Ebooks voltados so modelismo navalModelismo em Papel Militares 2dvd de bricolagem reforma, eletrica, construção e jardinagem1 DVD e aprox. 2 Giga bytes de arquivos para modelismo em papelTudo sobre AquarísmoModelismo em Papel Militares 1

Informações

Expedição

 


Todos os direitos reservados nauticurso.com 2013
Dúvidas / Esclarecimentos

Fale Conosco